Um extinção demorada!

Cabe-me aqui uma observação, com a devida modesta. As Chamadas lâmpadas incandescentes já não se fabricam mais no Brasil. O seu uso generalizado era em virtude do baixo custo que a longo prazo representava prejuízo. Usada apenas 5% da demanda de potência para transformar em energia luminosa, portanto, um verdadeiro sorvedouro de desperdício de energia. Um simples estudo com recursos da matemática financeira prova que não era um bom negócio o seu uso. Gerava 95% de energia por efeito Joule e, obviamente, exigia mais dos aparelhos de ar condicionado. Menos mau, que era calor de origem sensível. Tinham um boa característica de serem excelentes reprodutoras das cores; daí, foram muito usadas em vitrine de diversos tipos de loja. Aqui entre nós; talvez, tenhamos sido uma das últimas nações a bani-la do mercado. O Brasil deve ter perto 40 milhões de residências, outros milhões de lojas comerciais, pequenas e grandes indústrias que, todas, sem exceção, utilizavam esse tipo de lâmpada. Em ordem de grandeza, a sua extinção do mercado representou uma economia de energia compatível com a capacidade de geração de uma Itaipu. Vejam que desperdício!

Publicado por hiltonferreiramagalhes

Engenheiro Eletricista/Eletrônico; Mestre em Ciências de Engenharia Elétrica-Sistema de Potência/COPPE-UFRJ; Mais de 4 décadas de experiência em projetos de engenharia e docência de 1º, 2º e 3º. Atualmente se dedica a projetos de eficência energética e geração fotovoltaica, a qual considera a do futuro bem próximo. Vide sistema off e on grid que crescem mais de 2 vezes por ano no Brasil. Excelente instrumento para obtenção de crédito de carbono.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: