O barato pode sair caro!

Estou entre aqueles que a dita lei de Murphy que diz: ” Se alguma coisa de tem chance de dar errada dará”, pertence apenas ao folclore dos ditos populares. Se fosse verdadeira as cidades seriam uma eterna fogueira, em virtude das inúmeras gambiarras elétricas espalhas pelos diversos recantos. Como já tive oportunidade de salientar, há estatísticas dos corpos de bombeiros que apontam as sobrecargas e os curto-circuitos como os causadores dos incêndios. As perdas elétricas calculadas pela lei de Joule atingem números inacreditáveis. Economia em cabos certamente não é nada aconselhável. Deve-se sim fazê-la através da elaboração de um projeto que tem preocupação, no mínimo, o que recomendam as normas técnicas. Também de forma não menos importantes, a opção por equipamentos que tenham uma eficiência e eficácia, melhor possível, disponível no mercado. Como epílogo: O consumidor deve contratar profissionais que tenham formação e experiência na execução e manutenção de instalações elétricas. É apenas uma questão de bom senso!

Publicado por hiltonferreiramagalhes

Engenheiro Eletricista/Eletrônico; Mestre em Ciências de Engenharia Elétrica-Sistema de Potência/COPPE-UFRJ; Mais de 4 décadas de experiência em projetos de engenharia e docência de 1º, 2º e 3º. Atualmente se dedica a projetos de eficência energética e geração fotovoltaica, a qual considera a do futuro bem próximo. Vide sistema off e on grid que crescem mais de 2 vezes por ano no Brasil. Excelente instrumento para obtenção de crédito de carbono.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: