O protagonismo do bom senso!

Cada vez mais se expande a geração solar fotovoltaica, tanto que se refere a sua capacidade instalada e nos aspectos da pesquisa e inovação. É muito bom que apareçam novos inversores e também módulos de maiores potências. Menos áreas disponíveis serão necessárias, o que representa um requisito e diferencial importantes para a célere expansão da fotovoltaica. Como já tive oportunidade de comentar e salientar, a chamada geração fotovoltaica de solo não pode secundarizar terrenos com características preciosas para o estupendo setor do agronegócio. Não se trata de uma especulação e/ou um mero exercício de uma futurologia rasteira. Hoje, o Brasil é um protagonista nessa área e com essa triste pandemia, quando todo o mundo sofre desafios inigualáveis nos últimos cem anos. o setor do agronegócio tem sido o nosso “carro chefe” nas nossas contas de exportação e contribui, preponderantemente, para a diminuição e/ou saldo da balança comercial. Alimentação no mundo é e sempre será a prioridade número um e que dispensa maiores comentários. Está aí um desafios a ser enfrentado pela disseminação da geração fotovoltaica. O bom senso, com de hábito, tem que prevalecer!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: