Não podemos ir contra o mundo desenvolvido!


Ainda bem que o bom senso predomínio! Lembro-me do Proinfa, programa da Eletrobras destinado às fontes alternativas de energias. Por incrível que pareça,
em torno de uma década, deixava de fora a geração fotovoltaica. Na
ocasião escrevi ao Professor Tomasquim, titular do programa de
Pesquisas Energéticas que estranhava tal ausência. De forma gentil,
respondera-me que brevemente a fotovoltaica seria incluída. O que
acontecera. Evidentemente longe de que isso fora a causa de sua
inclusão. Hoje, é inexorável que é a fonte mais promissora no mundo e
no Brasil não há o que duvidar! Cresce em torno de 200% ao ano, ou
seja, três vezes a sua capacidade instalada. No futuro muito próximo,
vislumbramos que os carros autônomos e elétricos da Tesla dos USA e de outros famosos marcas predominarão e, num futuro também muito próximo,
terão embarcado a tecnologia fotovoltaica. Já existe na França uma
auto-estrada com placas fotovoltaica e está em desenvolvimento e perto
de se consolidar uma tecnologia que permite a geração à noite.
Esperamos que o lobby das concessionárias e distribuidoras junto ao
Congresso Nacional não atrapalhe e crie obstáculo em modificações na
resolução 482, que está lá tramitando. Todos os empreendedores do
setor estão temendo que haja retrocesso. A expectativa é grande. No
país estamos desperdiçando uma enorme oportunidade em obter recursos
através do crédito de carbono, sobretudo na grandes empresas e
condomínios residenciais. São nichos ainda muito pouco explorados. As
próximas gerações e natureza ficarão gratas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: